labor

quando falamos do que fizemos,  estamos a falar do que fizemos bem?

quando falamos do que outros fizeram, estamos a falar do que fizeram mal?

ou quando falamos do que os outros fizeram, estamos a dizer o que eles fizeram mal e a dizer como teria sido se soubessem o que não podiam saber, esse saber que só a experiência desvendou?

quem faz, faz o que pode e nem sempre pode fazer o que deve. quem fala do que faz, fala do que deve?

o que deve ser é o quê, definido por quem, para quê, como, porque….?

 

————————————————-

na capa da Labor, IV série, número 3, Aveiro: 12/2000

1974-1999:25 anos de escola

Depoimentos de dirigentes das escolas de Aveiro – um jogo com espelhos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s