onde estava(s) no 25 de abril de 1974?

Há já muitos anos, um amigo fotocopiou algumas páginas do número 43 da revista “O Referencial”  de Abril-Junho de 1996, publicada pela Associação 25 de Abril, para confirmar se um texto atribuído a Arsélio tinha sido escrito por mim. Os textos então publicados sob o título “O 25 de Abril na Internet” . O texto explicativo dizia:

O nosso consócio Pessanha de Oliveira “apanhou” nos “news” da Internet, e enviou a “O Referencial”  estas interessantes mensagens em torno do tema do “25 de Abril”. Pelo seu interesse intrínseco, pela sua espontaneidade,  pela importância da memória vivida, constituem documentos a não perder. Aqui ficam, para que perdurem.

Pelos vistos eu teria respondido para um grupo – pt.net (?) – sobre onde estava no 25 de Abril e alguém de alguma organização das conversas em rede tinha colocado nas “news” (talvez uma síntese periódica das mensagens trocadas no grupo pt.net) um conjunto de mensagens sobre o 25 de Abril. Eduardo Paes Mamede, Henrique Jorge, Carlos Alberto Correia, Raul César de Sá, Ramiro Veríssimo, Rui de Carvalho e (finalmente o simplesmente) Arsélio eram  nomes que antecediam e identificavam o autor de cada uma das mensagens que devem ter sido escritas em 1996, 22 anos após o 25 de Abril.

Claro que tinha sido eu a escrever. Tanto o conteúdo como a forma me denunciaram a mim mesmo e devo ter confirmado a autoria.  E esqueci-me até ontem, quando uma arrumação de papeis  fez aparecer as fotocópias. E, empurrado pela descoberta, aqui deixo o texto de tal mensagem de 1996. Aqui vai:

Tenho andado a ler mais do que a escrever. Há épocas para tudo. Uns dias são para sossegar todas as armas no canto mais afastado da cozinha, outros dias são para dançar sozinho com a vassoura, outros são para lançar palavras de ordem a